Tokarski assina contrato para implantação do Porto Central (ES)

Investimento será de aproximadamente R$ 2,24 bilhões

Adalberto Tokarski assina contrato: investimento importante para o Brasil. Foto: ASC/ANTAQ

O diretor-geral da ANTAQ, Adalberto Tokarski, participou, nesta terça-feira (21), da assinatura do contrato de adesão para implantação do Porto Central, a ser localizado no município de Presidente Kennedy (ES). A solenidade aconteceu no Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, em Brasília. O início das obras deve acontecer daqui a um ano.

O Porto Central será um complexo industrial portuário privado de águas profundas, desenvolvido pelo Porto de Roterdã e pela TPK Logística S.A. no centro da costa brasileira. A expectativa é que o porto atenda grandes empresas dos setores de petróleo e gás, mineração, agrícola, de apoio à indústria offshore, além de estaleiro e terminal de contêiner e carga geral que movimentarão cargas diversas (veículos, produtos siderúrgicos, coque de petróleo para cimenteiras, soja, fertilizantes, carvão, gás natural liquefeito – GNL e rochas ornamentais).

O valor do investimento é de aproximadamente 2,24 bilhões de reais, dividido em quatro etapas, com conclusão em 2021. A primeira delas, que já está em andamento, abrange projetos, gestão ambiental, licenças e autorizações (R$ 121,28 milhões). A segunda (2017-2019) compreende questões fundiárias e aquisições de terrenos (R$ 66,80 milhões). A terceira etapa (2017-2019) será destinada à implantação da infraestrutura (R$ 1,53 bilhão). A quarta (2020-2021) cuidará da implantação da superestrutura (R$ 520 milhões).

Serão criados 4.800 empregos diretos e 20.000 indiretos durante a construção e implantação das quatro etapas do projeto. “Esse porto é importante por dois aspectos. O primeiro deles é que o investimento é de bilhões de reais. Além disso, o Porto Central vem com uma marca importante que é o apoio do Porto de Roterdã. É algo importante para o Brasil. É fundamental que haja oferecimento de infraestrutura portuária por parte da iniciativa privada. Com certeza, esse investimento atrairá outros”, destacou Tokarski.

Participaram da assinatura do contrato diversas autoridades. Entre elas o secretário executivo do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Fernando Fortes, e o senador Ricardo Ferraço (PSDB-ES).