Especialista da ANTAQ é selecionada para curso da Organização Marítima Internacional – IMO

O 32º Curso Avançado em Operação Portuária e Gerenciamento acontecerá em Le Havre, na França, de 10 de setembro a 12 de outubro próximos.
Engenheira civil, Fabiane entrou para ANTAQ no último concurso público, em 2015. Fotos: Divulgação/Porto de Le Havre e CCS/ARI/ANTAQ.

A especialista em regulação da Agência Nacional de Transportes Aquaviários – ANTAQ, Fabiane Santos de Mello, foi selecionada pela Organização Marítima Internacional – IMO para participar do 32º Curso Avançado em Operação Portuária e Gerenciamento, que acontecerá em Le Havre, na França, de 10 de setembro a 12 de outubro próximos.

Engenheira civil, formada pela Universidade Estadual da Bahia (Uneb), Fabiane foi selecionada para uma das vinte vagas ofertadas pela IMO (agência da ONU, com sede em Londres, criada em 1948 para cuidar da prevenção da poluição por navios e da segurança da vida humana no mar) entre centenas de concorrentes de todo o mundo.

Os custos educacionais da participação da especialista da ANTAQ serão custeados pelo Ministério para Transição Ecológica e Inclusiva do governo francês, bem como o seguro e sua hospedagem. A IMO auxiliará a participante com uma ajuda de custo de 20 euros por dia para cobrir despesas com jantar e alimentação nos fins de semana, entre outros custos extraordinários. A ANTAQ arcará com as despesas das passagens aéreas até Paris e de trem de Paris a Le Havre/França.

O Porto de Le Havre é o principal porto francês na fachada do Atlântico, especialmente na movimentação de contêineres, granéis, combustíveis e passageiros, e um dos maiores da Europa.

Avanço profissional

Oriunda do último concurso público realizado pela ANTAQ, Fabiane está atualmente lotada na Gerência de Afretamento da Navegação (GAF) da Agência. A especialista diz que desde o início estava bastante otimista em relação à participação no curso. “Até comecei a fazer um curso intensivo de francês, antes mesmo de saber o resultado. Mas ser selecionada foi uma grande surpresa. A ficha ainda não caiu. Era uma perspectiva e agora virou um sonho”, afirmou.

Fabiane credita tamanho otimismo à sua experiência profissional. “Comecei minha vida profissional em uma empresa de construção civil, na Bahia. Depois, fiz um concurso público e entrei para a Valec. Em 2015, mais um concurso público me trouxe para ANTAQ. Penso que foi devido a essa visão de ferrovia, obtida na Valec, e da navegação marítima e portuária, adquirida na ANTAQ, que o meu currículo foi selecionado”, avalia.

Para Fabiane, o fato de trabalhar na área de navegação não reduz o seu conhecimento da área portuária. “Não há como dissociar navegação de porto. Trabalhar com afretamento me permite, inclusive, uma proximidade maior com os portos. Aliás, o porto deve ser entendido como a integração da logística. E quanto mais essa logística aproveitar as potencialidades dos diferentes modais e as tecnologias disponíveis mais eficiente será”, explicou.

O curso

Promovido pela IMO, em conjunto com a autoridade portuária do Porto de Le Havre, o Institut Portuaire d’Enseignement et de Recherche (IPER) e o governo francês, o Curso Avançado em Operação Portuária e Gerenciamento é bem conhecido nos círculos portuários. O corpo docente do curso é do tradicional Iper (Instituto Portuário de Educação e Pesquisa), do campus de Le Havre.

O curso tem por objetivo conferir aos participantes extensiva compreensão da gestão e operação portuária, incluindo o impacto de novas tecnologias, prover um fórum para discussão e facilitar a transferência de conhecimento em gestão portuária, as implicações das questões técnicas emergentes e a implementação de Convenções da IMO correlatas.

Os temas do curso serão: organização portuária e desafios; economia portuária; plano mestre; operações de escala e gestão; tecnologia portuária e sistemas de informação; segurança portuária; atividades portuárias e manutenção; gestão de domínio público; tarifas portuárias; marketing portuário e plano comercial; e ambiente portuário.